Polícia Civil prende mais um suspeito de envolvimento na morte de motorista
08/02/2018 21:55 em POLICIA

foi preso, na tarde desta quinta-feira (8), mais um suspeito de envolvimento na morte do motorista José Walmir da Silva Calado. Ele e mais três pessoas seriam responsáveis pelo sequestro e morte do motorista, abordado à porta de casa no último dia 28, quando foi dado como desaparecido. Os outros três suspeitos foram presos na última terça, com a polícia também recuperando o carro da vítima, que havia sido levado pelo grupo.

 

Policiais apreenderam uma arma com o acusado que teria sido utilizada no crime

FOTO: CORTESIA

De acordo com a delegada Maria Angelita, responsável pelo caso, o suspeito, identificado como Danilo Rodrigues dos Santos, de 19 anos, conhecido como Colombiano, foi preso na cidade de São Miguel dos Campos, pelos policiais da 1ª Cia Independente, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Após a apreensão, os policiais suspeitaram do envolvimento do homem na morte do motorista e acionaram a equipe responsável pela investigação na capital. 

 
Colombiano foi encaminhado para a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas, no Conjunto Cleto Marques Luz, no Tabuleiro do Martins, em Maceió, onde prestou depoimento. À polícia, ele confessou que matou José Walmir e disse ter efetuado os disparos porque Eduardo - outro suspeito já preso - teria ordenado que a vítima não fosse até a polícia. A arma apreendida teria sido a mesma utilizada no crime. 
 
O acusado também falou sobre a existência de um quinto suspeito de envolvimento no crime, que seria mulher e não teve a identidade divulgada. Segundo Danilo, a mulher envolvida não teria participação nos tiros efetuados contra a vítima. A delegada Maria Angelita informou que as investigações acerca desse fato começarão a ser feitas em breve, mas acredita-se que a quinta suspeita é namorada de um dos homens já presos.
 
A arma apreendida ficou retida na Delegacia de São Miguel dos Campos e Danilo será encaminhado ao sistema prisional. A polícia informou que o inquérito deverá ser concluído dentro de dez dias.

 

 

 

 

José Walmir morreu no HGE após ser sequestrado e baleado por criminosos

FOTO: DIVULGAÇÃO
O caso

 

José Walmir desapareceu no dia 28 de janeiro, quando chegava em casa, no Conjunto Graciliano Ramos, parte alta de Maceió. Ele foi encontrado bastante ferido somente dois dias depois, em uma área de mata na cidade de Marechal Deodoro, região metropolitana de Maceió, sendo levado ao Hospital Geral do Estado, onde morreu três dias depois.

Conforme boletim da unidade de saúde, o motorista sofreu uma parada cardiorrespiratória em decorrência da gravidade dos ferimentos provocados por dois disparos de arma de fogo, sendo um na testa.

Os três homens que já se encontravam presos são Carlos Eduardo Alves da Silva, Djailton da Silva Domingos e José Pedro Tenório Albuquerque. Segundo o delegado Manoel Acácio, secretário-adjunto de Políticas da SSP-AL, todos já tinham passagem pela polícia pelos crimes de tráfico de drogas e clonagem de veículos.

O automóvel de José Walmir, um Voyage de cor branca, seria vendido, segundo os próprios presos, por apenas R$ 2 mil. O veículo teria como destino um esquema de clonagem por meio do qual seria revendido pelo preço de mercado. Ainda segundo os presos, Walmir teria sido morto em virtude da repercussão do então desaparecimento.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE