Após reação de JHC, BRK diz que falta de água na parte alta é culpa da Casal e promete investimentos
19/11/2021 21:15 em POLÍTICA

A empresa BRK Ambiental, responsável pelo abastecimento de água em Alagoas, culpou nesta sexta-feira (19) a Companhia de Saneamento Básico de Alagoas (Casal) pela falta de água na parte alta de Maceió que, segundo ela, atinge cerca de 150 mil pessoas. Os bairros atingidos pelo problema vivenciam a falta de água há mais de 30 dias.O posicionamento ocorre um dia depois de o prefeito de Maceió, JHC, emitir críticas por meio das redes sociais, responsabilizando o Governo do Estado pelo problema. O chefe do executivo municipal criticou ainda a entrega do serviço para a BRK, que é de iniciativa privada, porque, segundo ele, não “pensaram na qualidade do serviço. Pior: ainda aumentou a conta”.

A BRK informou nesta sexta que “vem apoiando a Casal”, mas afirmou ainda que este é um problema antigo, responsabilizando a companhia. Disse também que irá executar um “novo segmento da adutora” afetada e que este serviço durará 45 dias.

Enquanto isso, a empresa comunicou que está enviando caminhões-pipas e caixas d’águas para minimizar os transtornos.

Durante suas críticas, JHC já havia dito que, embora não seja o “ideal”, a Prefeitura de Maceió “vai distribuir água em caminhões-pipa nos bairros onde falta”. Nas suas redes sociais, ele também afirmou que o Procon iria multar a BRK e a Casal por cada dia de falta de água.

A empresa BRK Ambiental foi notificada ainda na quinta-feira (18) pelo Procon para esclarecer as sucessivas suspensões do abastecimento de água, principalmente na parte alta da capital, por períodos superiores a 15 dias. O desabastecimento de água tem sido constante em diversos bairros da capital alagoana, como Canaã, Serraria, Santa Amélia e Cidade Universitária.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE