https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/e37dcaa553e067162afd3fe9fc4835aa.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/098ca6fa5e2213bdae26193a94c2ec92.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/d7f9f73440da853bcf838335f705c5a9.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/98a241b9a2130fcfcc8ff6ed722fadde.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/029e2cd5d9b1a72d9cad2b0d2f7b2b43.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/c7b3bae78ab2ed31ae6c32c56e888656.png
CRB cai de rendimento no 2º tempo e estreia no Alagoano com empate, contra o Murici: 1 a 1
27/01/2022 08:15 em ESPORTES

O começo da caminhada do CRB no Campeonato Alagoano teve um gosto bem ruim. Jogando no Estádio Rei Pelé, na noite desta quarta (26), o Galo recebeu o Murici, ainda pela 1ª rodada do Estadual. Após um primeiro tempo de amplo domínio, o time regatiano não resistiu e ficou no 1 a 1 após um gol contra no segundo tempo. O iluminado Marcinho marcou para os mandantes, enquanto Alan Uchoa fez contra, favorecendo o Alviverde.Como foi apenas o primeiro jogo do campeonato, o Galo da Praia foi direto para a quarta posição, com um ponto, empatando com o próprio Murici, deixando-os grudados na tabela. O G4 do Alagoano encerra a rodada completa, com ASA, CSA, Cruzeiro e o próprio CRB. Os três primeiros estão criteriosamente empatados na pontuação.

O Regatas vai entrar em campo já no próximo sábado (29), para dar sequência no sonho do título do Alagoano 2022. Também no Trapichão, o clube alvirrubro vai receber o Cruzeiro de Arapiraca, às 17 horas. Por sua vez, o time muriciense também jogará pela 2ª rodada do Estadual, porém, somente no domingo (30), quando visita o ASA, às 16h, no Fumeirão.

Confronto decretou o fim da primeira rodada do Estadual - Foto: Ailton Cruz

1º Tempo

O confronto começou bem confuso, com um aparente nervosismo de ambos os lados. Os minutos iniciais foram dos dois times tentando chegar ao ataque, entretanto, as faltas e os passes errados foram bem mais frequentes. O primeiro lance de perigo só veio aos sete minutos e foi bem sem querer. Reginaldo recebeu em profundidade, do lado direito da área, tentou cruzar e a bola foi no gol. Rodrigo Dias conseguiu espalmar para escanteio. O CRB começou a encurralar o Verdão, contudo, sem forçar tantos lances em cima do goleiro muriciense.Quando a finalização veio na direção do gol, Rodrigo Dias não resistiu. Aos 16 minutos, Guilherme Romão fez uma linda jogada para cima de Lucas, fez o corte e cruzou na medida para Marcinho, que vive uma fase iluminada. O camisa 11 chutou fraco no canto, porém suficiente para abrir o placar no Trapichão, 1 a 0 para o Galo da Praia.

Jogadores do Regatas comemoram gol que deu números iniciais ao confronto - Foto: Ailton Cruz

O Murici demorou muito para assimilar o gol sofrido, tanto que nem passou do meio-campo nos minutos posteriores. A melhor chance, inclusive, foi regatiana, que passou a segurar ainda mais a posse de bola. Aos 23 minutos, depois de bom corte pelo lado esquerdo, Maycon Douglas arriscou de longe e Rodrigo salvou. Com 24, o Verdão tentou pelo alto, mas a defesa do Regatas foi soberana.Aos poucos o time de Jadson Oliveira foi gostando mais da partida, tentando subir com jogadas pelos lados, porém, em nenhuma delas conseguiu invadir a área. Quem conseguiu foi Maycon Douglas, aos 32, quando passou fácil pelo lateral-direito Lucas, entrou na área e cruzou com muito perigo. Alan James não conseguiu empurrar pro gol e Rodrigo Dias tirou dali.

Depois desse acontecimento, o duelo ficou morno nas chances criadas, porém ficou quente nas faltas por todo o gramado. Em uma dessas inúmeras faltas, Ramon levou amarelo do lado do Murici e Marthã, pelo CRB. Na falta de Marthã, Carlos Alberto cabeceou com perigo para o gol, aos 41, mas Vitor Caetano agarrou firmemente. Na resposta, Maycon Douglas teve nova oportunidade e foi a vez de Rodrigo Dias encaixar.

Mesmo com boas chances nos minutos finais, o placar não foi alterado. O time de Allan Aal foi bem mais cauteloso para manter a redonda nos pés, e livrar de qualquer susto desnecessário. Final do primeiro tempo: 1 a 0 para o CRB.

Apesar de chegar ao ataque, Murici foi dominado na etapa inicial - Foto: Ailton Cruz

2º Tempo

O CRB começou a etapa final com muita fome para matar o jogo e deu uma encurralada na defesa muriciense, que se segurou. Yago teve a primeira tentativa, finalizando de fora da área, aos dois minutos, mas Rodrigo Dias segurou. A resposta do Murici aconteceu aos quatro minutos, quando a defesa regatiana falhou e Edson Lucas ficou livre para finalizar, porém, o lateral-esquerdo estava desequilibrado e perdeu a oportunidade.O lance acendeu os visitantes. Soares recebeu um lindo passe de Morais, que usou a maestria para tocar de calcanhar. O centroavante do Murici cortou dois atletas do Galo e arriscou uma bomba de longe, que passou beijando a trave de Vitor, com apenas seis minutos. Maycon Douglas tentou responder aos 10. O atacante finalizou de longe, a redonda desviou e Rodrigo defendeu em dois tempos.

Maycon, inclusive, foi o que mais tentou marcar na etapa final. Com 15 minutos foi lançado em profundidade, invadindo a área, entretanto, a ação de Rodrigo Dias para impedir a finalização salvou o Verdão de tomar o segundo gol. Três minutos depois, quase o Murici empatou. Diego Capela cobrou escanteio na segunda trave e Romão quase marcou contra. Aos 19, Leilson arriscou um petardo de muito longe, obrigando Vitor Caetano a espalmar pela linha de fundo.

Com poucas mudanças, o time de Allan Aal resolveu esfriar o confronto, com isso, logo o Verdão da Mata resolveu ser mais ousado. Aos 25 minutos, Soares fez uma linda jogada, encontrou Kelvin, que deixou a bola escapar, entretanto, o zagueiro Alan Uchoa acabou desviando para o próprio gol, decretando a igualdade no placar. Com o 1 a 1, o banco muriciense foi a loucura, uma verdadeira festa.

Gol contra de Alan Uchoa deixou tudo igual no Rei Pelé - Foto: Ailton Cruz

O gol surgiu como um balde de água fria em cima dos jogadores e da torcida regatiana. Foram mais de 10 minutos sem assustar a meta do goleiro Rodrigo Dias, que assistiu seu time pressionar, especialmente pela bola aérea. Aal mudou a equipe aos 35 minutos, entretanto, nem deu tempo para surtir efeito, já que aos 37, a bola resvalou no braço de Reginaldo, dentro da área: pênalti pro Verdão.Com a oportunidade de virar literalmente em seus pés, Diogo Capela fez todo o procedimento, com paradinha e tudo, porém, cobrou muito fraco e Vitor Caetano defendeu sem dificuldades, livrando o Galo de um resultado ainda pior.

Vitor Caetano terminou a noite como herói após defender penalidade máxima - Foto: Ailton Cruz

Mas a pressão não acabou por aí. O Murici seguiu massacrando a defesa regatiana, que parecia nas cordas. Leilson arriscou de muito longe, Vitor Caetano espalmou para o lado, deixando para Edson Lucas, completamente livre. Entretanto, o lateral vacilou e isolou a bola, mesmo com a defesa regatiana aberta. O Regatas só respondeu aos 44, com grande chute de Maycon, mas Rodrigo Dias salvou novamente.A arbitragem indicou mais cinco minutos de acréscimos, de muita apreensão, porém, também de muita vontade por parte das equipes, não satisfeitas com o empate. Aos 48, Soares tentou mais uma vez, a última grande chance do confronto. Mandou uma bomba de longe a redonda passou pertinho do gol. Porém, não deu tempo para ninguém, o confronto acabou com o 1 a 1, bastante movimentado.

Maycon Douglas teve a última chance do Galo, defendida por Rodrigo - Foto: Ailton Cruz

Ficha técnica

CRB - Vitor Caetano; Reginaldo, Matheus Mega, Alan Uchoa e Guilherme Romão; Marthã (Jean Patrick), Yago e Diego Torres (Dudu); Maycon Douglas, Marcinho (Richard) e Alan James (Vico). Técnico: Allan Aal.Murici - Rodrigo Dias; Lucas (Kelvin), Carlos Alberto, Alex e Edson Lucas; Ramon, João Vitor (Guêba), Leilson, Diogo Capela (Giovani) e Morais (James); Soares. Técnico: Jadson Oliveira.

Gols - Marcinho (CRB - 16'/1º); Alan Uchoa (contra) (Murici - 25'/2º)

Cartões amarelos - Ramon (Murici); Marthã (CRB); Lucas (Murici)

Árbitro - José Ailton da Silva (FAF)

Assistentes - Benilson dos Santos Silva (FAF) e por Antonio Ibiapina Alvarenga (FAF)

4º árbitro - Gleiton Lins Vieira (FAF)

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE