Levada e Brejal: Ocupação da polícia deve permanecer por tempo indeterminado
02/03/2016 19:09 em POLICIA

Foto: Assessoria

Ocupação policial deve permanecer até que suspeitos sejam detidos

Ocupação policial deve permanecer até que suspeitos sejam detidos

A operação da Secretaria de Estado da Segurança Publica (SSP), deflagrada na madrugada desta quarta-feira (2), nos bairros da Levada e Brejal, resultou na prisão de 17 suspeitos de envolvimento em vários crimes cometidos na região. Um dos suspeitos, conhecido como Caetano, morreu em confronto com a polícia.

Durante coletiva no final da manhã, o secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar, informou que a ocupação policial deve durar por tempo indeterminado.

Na operação, os agentes cumpriam 40 mandados de busca e apreensão e 11 de prisão, expedidos pela 17ª Vara Criminal. Durante a ação, os policiais se depararam com flagrantes, o que gerou novas prisões.

De acordo com Gaspar, a operação teve como objetivo combater crimes de tráfico de drogas, homicídio, roubo e receptação. Com as prisões, o secretário acredita que a quadrilha agora esteja desarticulada.

O delegado de Repressão ao Narcotráfico, Gustavo Henrique, informou que muitas das mulheres presas são companheiras de homens já detidos. De acordo com as investigações, elas auxiliavam os criminosos, recebendo orientações vindas do presídio.

Também nesta manhã, dois casais foram presos no Edifício Patmos, na orla de Ponta Verde, bairro nobre da capital. Cerca de 10 kg de drogas e duas armas de fogo, calibres 38 e 12, foram apreendidas com os suspeitos.

A operação deve seguir até que todos os suspeitos investigados sejam presos.

Os presos na manhã desta quarta foram identificados como José Edilson Araújo da Silva, 38 anos; Cleverton Santos da Silva, 21; Valdira Luiza da Silva, 38; Luiz Felipe Sales da Silva, 22; Dilciane Pereira do Vale, 28; Mércia da Silva Santos, 22; Sara Julicélia do Nascimento Norberto, 25; Cliste Walyson Manoel da Silva, 21; Allison de Araújo Bezerra, 33; Kátia Maria da Silva, 31; Flaviana da Silva, 35; Cláudio Bezerra dos Santos, 33; José Carlos de Oliveira, 38; Anderson Silva Santos, 25; Geovane Santos Aristides da Silva, 19; e Fernando Ítalo Alexandre Leite Santos, 21 anos; além de um homem identificado apenas como José Cláudio. 

Já Adriano dos Santos Oliveira, o "Caetano", foi morto ao reagir à investida policial. Dentro de seu veículo, a polícia apreendeu 1 kg de maconha e uma balança de precisão. 

A operação foi coordenada pelo Comando de Policiamento da Capital (CPC), com o apoio do Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público Estadual (MPE). 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

PUBLICIDADE