Nº de homicídios reduz em AL mas estado ainda tem taxa mais alta
22/03/2016 22:05 em POLICIA

Foto: Bruno Martins / Arquivo

Homicídio

Homicídio

Dados do Atlas da Violência 2016 divulgado nesta terça-feira (22) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que o número de homicídios caiu 3,8% em Alagoas no comparativo de 2013 com 2014. Porém, mesmo com a redução, a taxa deste tipo de crime foi de 63 a cada 100 mil habitantes, ainda a mais alta país. Alagoas lidera o dado negativo desde o ano de 2006. O último ano com dados atualizados do Ipea é 2014.

O número de homicídios é outro dado a parte. Desde 2010, o estado de Alagoas registra mais de 2 mil homicídios. Contudo, o número tem se mantido relativamente estável enquanto a população cresce em uma taxa maior, causando redução.

O Ipea também divulgou as 20 microrregiões mais violentas do Brasil. Entre as 20, estão três microrregiões de Alagoas. Maceió, com uma taxa de 80,3 homicídios a cada 100 mil habitantes; Arapiraca com 64,5; e São Miguel dos Campos com 61 na mesma classificação.

Jovens

O percentual de jovens mortos com idades de 15 a 29 anos reduziu mais do que a queda na taxa de homicídios com 5,8% a menos do que 2013. Entretanto, se comparado com os números de 2004 e 2014 o crescimento é de mais de 100% (620 contra 1.244). Em Alagoas, foram 140,6 mortos a cada 100 mil habitantes em 2014. Como a grande maioria de vítimas de crimes violentos são homens, a diminuição de homicídios de homens jovens é bastante similar. A queda foi de 6%.

Negros

Os dados em Alagoas com relação à morte de negros são ainda mais alarmantes do que os números gerais. A cada 100 mil habitantes negros, 82,5 são mortos em Alagoas. A taxa é de longe a maior do país, quase 20 pontos a mais do que o estado do Rio Grande do Norte que registrou 63,5 mortes de afrodescendentes.

A redução do crime de homicídio é mais visível em Alagoas se considerado apenas as mortes de pessoas não-negras. A diminuição desse tipo de crime em que as vítimas eram pessoas não-negras foi de 38,7% enquanto a taxa de negros mortos por crimes violentos cresceu 0,6%.

Mulheres

As mulheres foram vítimas de 125 crimes de homicídio em 2014 em Alagoas. Uma redução de 12% comparando 2013 e 2014. Foram 7,3 mulheres mortas a cada 100 mil mulheres.

Arma de fogo

A causa majoritária dos crimes de homicídio em Alagoas é arma de fogo. Foram 1.819 vítimas de arma de fogo no estado, 61 crimes a menos do que 2013 e uma diminuição de 3,2%. Os delitos com arma de fogo representam 86,9% das mortes violentas em Alagoas. Os outros 13,1% são com utilização de arma branca e o caso de mortes por causa indeterminada.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE