https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/e37dcaa553e067162afd3fe9fc4835aa.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/098ca6fa5e2213bdae26193a94c2ec92.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/d7f9f73440da853bcf838335f705c5a9.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/98a241b9a2130fcfcc8ff6ed722fadde.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/029e2cd5d9b1a72d9cad2b0d2f7b2b43.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/2073/slider/c7b3bae78ab2ed31ae6c32c56e888656.png
Maceió prorroga até sexta-feira vacinação contra pólio e sarampo
17/09/2018 17:29 em Ciência e Saúde

Maceió estendeu até sexta-feira (21) a vacinação de crianças de 1 a 4 anos contra a poliomielite e o sarampo. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou a prorrogação nesta segunda (17).

 

De acordo com a Gerência de Imunizações da SMS, as vacinas serão aplicadas nos postos de saúde da capital, mas não haverá mais vacinação em postos volantes.

 

Sobre os demais municípios de Alagoas, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que não houve prorrogação, mas que as crianças também podem ser vacinadas até a sexta (21), pois os municípios estão na fase de alimentar o sistema de informações. Basta que a criança seja levada a uma unidade de saúde no interior do estado.

 

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 95% das crianças. E a cobertura vacinal de Maceió, segundo a SMS, foi de 87,23% para o sarampo e de 87,06% para a pólio.

 

Assim como na capital, a meta de cobertura vacinal não foi atingida em todo o estado de Alagoas. Conforme dados da Sesau, o percentual foi de 94,94% para a pólio e 94,96% para o sarampo.

 

A gerente de imunizações da SMS, Eunice Amorim, explicou que durante o período de campanha, foram registrados nove casos suspeitos de sarampo em Maceió; oito foram descartados e um ainda está sendo investigado.

 

“Os pais e responsáveis precisam compreender que essa é uma doença grave que causa cegueira, surdez, podendo chegar até ao óbito. Desde o ano 2000 não temos casos no município e para nos mantermos assim é preciso que tenhamos altas coberturas nas campanhas de vacinação”, disse Eunice Amorim.

 

Segundo a Gerência de Imunizações da SMS, 1600 casos de sarampo, com oito óbitos, foram registrados em todo o Brasil. Os estados de Pernambuco, Roraima, Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e Pará foram os mais afetados pela doença.

 

Por G1 AL

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE