Capital alagoana registra mais um assassinato e com autoria desconhecida
11/07/2019 09:46 em POLICIA

Um homem foi encontrado com quatro perfurações de arma branca nessa quarta-feira (10), por trás de uma igreja situada no bairro do Poço, parte baixa de Maceió. Segundo a polícia, a vítima não possuía antecedentes criminais e o autor do crime não foi identificado. Este é mais um homicídio registrado na capital. 

Conforme consta no relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), militares do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) estiveram no local em apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e confirmaram o óbito. 

 

A vítima, Mário César Abreu Melo, 57 anos, apresentava quatro perfurações de arma de branca, sendo uma na mão direita, uma na região do tórax, uma no peito e outra na região da escápula. O crime é de autoria desconhecida. 

Ainda de acordo com a polícia, a vítima não possuía antecedentes criminais. Não se sabe, porém, as causas do homicídio. 

Após os procedimentos da Polícia Militar (PM), o corpo foi periciado pelo Instituto de Criminalística (IC) e recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) ao exame de necropsia. Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital também foram acionados para os levantamentos iniciais de investigação que vão consubstanciar o inquérito policial. 

MAIS DE 600 HOMICÍDIOS NESTE ANO

Alagoas registrou 606 homicídios no 1º semestre de 2019. O dado foi apresentado pelo governador Renan Filho (MDB) e pelo secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, durante coletiva à imprensa, no Auditório Aqualtune, no Palácio República dos Palmares, no Centro de Maceió, nessa terça (9). Os números mostram que a média de mortes por dia é de 3,34. 

Na ocasião, os gestores apresentaram que, em janeiro, foram registradas 109 mortes; em fevereiro, 107; em março, 102; abril, 106; maio, 104; e, fechando o semestre, no mês de junho, foram 78 homicídios registrados, totalizando 606 assassinatos nos primeiros meses do ano. 

 
COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE