CSA sofre com desfalques, tem má atuação e perde para o Goiás no Serra Dourada
12/10/2019 20:51 em ESPORTES

Vindo de dois bons jogos no Estádio Rei Pelé, ao lado da sua torcida, o CSA saiu para enfrentar o Goiás, no Serra Dourada, em partida válida pela 25ª rodada, neste sábado (12). Mas, o time marujo foi superado pelo Verdão por 1x0. Além das baixas de Dawhan (suspenso) e Ricardo Bueno (lesionado), o técnico Argel Fucks decidiu poupar Alan Costa e Apodi devido ao desgaste físico, e essas ausências fizeram muita falta ao Azulão.

O time marujo apareceu com uma proposta similar quando joga fora de casa, esperando o adversário e forçando a velocidade nos contra-ataques. Porém, não obteve êxito devido a tarde pouco inspirada de Bustamante e Jonatan Gómez. Paralelo a isso, os alagoanos sofreram com a boa atuação do atacante Michael, que foi agressivo e, no fim da primeira etapa, matou fez o gol do jogo, após falha do goleiro Jordi, que não voltou para o segundo tempo devido a dores na virilha. 

 

Veja como foi a partida em Tempo Real!

O CSA continua na 16ª colocação com o resultado negativo, mas pode voltar para a zona de rebaixamento da competição caso o Ceará vença o Avaí, neste domingo (13). Se isso acontecer, o Vozão irá aos 26 pontos, ultrapassando o Azulão, que estacionou nos 25 pontos.

Pela 26ª rodada, o CSA volta ao Estádio Rei Pelé, na quarta-feira (16), para enfrentar o Atlético-MG, às 19h15. Também na quarta, o Goiás recebe o Corinthians no Serra Dourada, às 21h30.

Pouca finalização

 

Bustamante não fez uma boa partida e o CSA criou poucas chances no ataque

FOTO: HEBER GOMES/AGIF

O jogo começou de movimentado, mas com poucas chances reais de gol. As duas equipes pareciam se estudar demais, tocando passes nas suas respetivas linhas de defesa. A surpresa foi o CSA ter mais posse de bola que o Goiás, obrigando o Verdão a adiantar a marcação.

 

O Goiás foi o primeiro a ameaçar: aos 14 minutos, o meia Thalles cobrou escanteio e o volante Gilberto antecipou Alecsandro na marcação para cabecear no gol de Jordi, mas o goleiro azulino agarrou a bola em dois tempos. Dois minutos depois, Jean Kléber, pressionado por Thalles, perdeu a bola no meio campo. Yago Felipe recebeu e viu que tinha espaço para chutar. A bola passou raspando na trave de Jordi.

 

Michael foi bastante acionado no ataque do Goiás

FOTO: UOL

Depois das duas boas chances, a equipe do Goiás passou a tomar a iniciativa do jogo. Aos, 22' Rafael Moura tirou casquinha numa bola lançada para o meio campo e deixou Michael cara a cara com Jordi, mas o atacante do Goiás tirou demais do goleiro azulino e mandou a bola para fora.

 

O primeiro chute do CSA diretamente no gol só saiu aos 26', quando Carlinhos avançou pelo lado esquerdo do ataque marujo, tocou para Jonatan Gómez pelo meio chutar de fora da área no meio do gol, mas Tadeu fez uma defesa tranquila. Até os 34', o Goiás havia feito 9 jogadas aéreas, enquanto o CSA não tinha lançando a bola nenhuma vez na área do Verdão.

 

Aos 35 minutos, Michael recebeu a bola pelo corredor esquerdo, foi para cima de Celsinho, que ficou para trás. Quando o atacante do Goiás saiu frente a frente com Jordi, finalizou para a rede, mas do lado de fora.

 

 

Atacante Michael faz o gol da vitória do Verdão

FOTO: REPRODUÇÃO/PREMIERE

Os dois times produziam muito por pelo meio campo. Pelo lado do CSA, nenhum jogador havia chamado a responsabilidade nas jogadas ofensivas, já pelo Goiás, Michael era o destaque. E pelos pés dele que saiu o primeiro gol da partida. Aos 44', Michael recebeu um lançamento no ataque, tirou Jordi da jogada com um toque de cabeça e chutou para o gol vazio.

 

Azulão esbarra em Tadeu

O CSA veio para o segundo tempo sem Jordi, que sentiu a virilha direita. Os dois times voltaram para a segunda etapa com propostas diferentes. Quando o Goiás detinha a posse de bola, o time trocava passes sem muita preocupação. Já o CSA, que estava atrás do placar, buscava agredir mais.

 

O goleiro Tadeu teve boa atuação na segunda etapa do jogo

FOTO: REPRODUÇÃO/PREMIERE

 

O time azulino foi o primeiro a chegar perto do gol, mas Tadeu mostrou eficiência e parou as jogadas azulinas. Aos 8 minutos, Bruno Alves jogou a bola na área do CSA, Ronaldo Alves cabeceou e Rafael Vaz desviou. Na sequência, a bola bateu na zaga do Verdão e passou raspando na trave de Tadeu. O Azulão voltou a assustar o Goiás, aos 11', quando Bruno Alves cobrou escanteio e Naldo cabeceou e Tadeu fez uma boa defesa. No rebote, Ronaldo Alves chutou a bola e ela carimbou na defesa.

O Goiás sempre respondia as investidas azulinas com o atacante Michael, que sempre chegava com bastante velocidade. Fucks mudou a proposta de jogo no ataque do CSA com a entrada de Safira no lugar de Alecsandro. Com isso, o CSA passou a ter o comando do jogo, pressionando o acuado Goiás. Aos 26', Bruno Alves lançou na área e Ronaldo Alves, que ganhou de Rafael Vaz no alto, mas a bola foi pelo lado de fora. 

 

Marcação azulina era pesada em cima de Michael

FOTO: WILDES BARBOSA/O POPULAR

O Verdão defendia bem e esperava o CSA no seu campo. Apenas aos 43', Bruno Alves cobrou escanteio na área, a zaga do Goiás cortou, mas Ronaldo Alves pegou o rebote de fora da área e mandou um chutaço, que passou bem perto do gol de Tadeu. 

 

Depois disso, as duas equipes continuaram com seus planos de jogos: Goiás acuado, enquanto o CSA se lançava com tudo para o ataque. A vontade do time azulino era tanto que acabava cometendo algumas faltas bobas. Assim, o árbitro apitou o fim jogo e o Azulão foi derrotado pelo Verdão por 1x0.

Goiás: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Yago Felipe, Gilberto e Thalles (Marcelo Hermes); Leandro Barcia (Papagaio), Michael e Rafael Moura (Dudu). Técnico: Ney Franco

CSA: Jordi (João Carlos); Celsinho, Ronaldo Alves, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo, Jean Kléber e Jonatan Gomez; Bruno Alves, Bustamante (Jarro Pedroso) e Alecsandro (Alisson Safira).Técnico: Argel Fucks

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE