São José da Laje ganha projeto de restauração e tombamento do núcleo histórico
07/11/2019 20:42 em MACEIÓ ALAGOAS

A cidade de São José da Laje, localizada a 100 quilômetros da capital alagoana, ganhou um projeto de revitalização de 53 prédios, além do tombamento do núcleo histórico. Em parceria com a Carajás Home Center, a Coral, a Prefeitura Municipal de São José da Laje, uma equipe de estudantes do curso de arquitetura da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), sob o comando da doutora arquiteta, Josemary Ferraria lançam a ação nesta sexta-feira (8). 

Conhecida na microrregião Serra dos Quilombos Alagoanos como a Princesa da Fronteira, São José da Laje é composta pela paisagem das serras e matas, a cidade também tem recortes culturais muito fortes na história do estado. O projeto, que começou há cerca de 2 anos, já passou por diversas etapas, buscando sempre o resgate das memórias do rico acervo arquitetônico. 

 

Para o diretor de Compras, Vendas e Marketing da Carajás, Alex Mendonça, o objetivo é resgatar a cultura do nosso estado. "Existem várias cidades históricas, como São José da Laje, que é esse patrimônio histórico. Por outro lado, a Coral tem um projeto de fomentar as regiões históricas. Então, unimos essas duas pontas e cruzamos o forte acervo cultural e o projeto da Coral, fazendo com que a nossa sociedade ganhe com isso".

Alex Mendonça destaca também que o projeto busca conscientizar a sociedade da importância de preservar a história. "O passado é importante. É preciso que isso seja contado para as novas gerações. O projeto também contribui para o aspecto econômico do município. Vamos movimentar a cidade com a mão de obra, com o turismo e com a educação".

O diretor de Compras, Vendas e Marketing da Carajás também explica que após a primeira fase do projeto, será realizado um intercâmbio para os moradores de São José da Laje. "É uma parceria com as escolas para fomentar uma mão de obra de qualidade. Os alunos que se destacarem poderão conhecer as empresas da Carajás e trabalhar com o grupo".

O projeto nasceu do sonho da psicóloga e lajense, Jacineide Maia. "O projeto já passou por várias etapas, mas a essência é única: O resgate das memórias do acervo da cidade. Nós entregamos o trabalho científico, com o mapeamento dos prédios datados do século 20 e fomos acolhidos pela Carajás e pela Coral", explicou a idealizadora da revitalização do acervo arquitetônico de São José da Laje.

Além do trabalho de mapeamento e identificação dos prédios, cada casario recebeu a discriminação da restauração feita pela equipe da UFAL. Sem contar com a implantação da educação patrimonial, que motivou a criação de um material didático que será utilizado principalmente pelos alunos da Rede Escolar, no Projeto de Educação Patrimonial, do Arquivo Municipal. "É um trabalho inédito em Alagoas", cravou Jacineide.

Outros pontos importantes do projeto são a restauração, o levantamento de danos e o tombamento do núcleo histórico. Esse último, será um dos próximos passos, que contará com uma reunião para consagrar a entrega do projeto para a procuradoria do município, na próxima sexta-feira (8), na sede da Prefeitura de São José da Laje, a partir das 8h30. "Esse trabalho vai trazer um entendimento maior para a apreciação da riqueza histórica e cultural de São José da Laje. A população merece conhecer para poder conservar o seu patrimônio", adiantou o prefeito da cidade, Rodrigo Valença.

 O momento também contará com a assinatura do documento de parceria, firmada entre Carajás, a Coral e a prefeitura da cidade. Haverá ainda a solenidade de apresentação do projeto para a população. "É mais do que pintar. É um trabalho científico para o nosso município, para o estado de Alagoas. E, por que não, para o Brasil?", concluiu.

SOBRE O CARAJÁS HOME CENTER - Carajás Home Center chega aos 45 anos mais jovem do que nunca. Consolidado entre os maiores do segmento no país a rede emprega mais de três mil funcionários nas oito lojas, sendo duas em Alagoas (Maceió e Arapiraca), três na Paraíba (João Pessoa, Cabedelo e Campina Grande), uma no Rio Grande do Norte (Natal) e duas no Ceará (Juazeiro e Fortaleza). As lojas possuem um mix de mais de 55 mil mil itens distribuídos nos chamados sete mundos: construção, acabamento, casa e decoração, manutenção, eletro e tecnologia, jardim e lazer, bem-estar e beleza e apostam no atendimento, mix de produtos, conforto das lojas e entrega rápida como os seus diferenciais. A empresa ainda possui cartão de crédito próprio: o Carajás Card.

*Com informações da assessoria de comunicação 

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE