Barbieri exalta desempenho do CSA e não joga a toalha do Nordestão
10/02/2020 10:34 em ESPORTES

técnico Maurício Barbieri chegou ao Clássico das Multidões muito pressionado após a eliminação precoce na Copa do Brasil. O empate por 1x1 com o CRB na partida deste domingo (9) deixou o treinador azulino orgulhoso do desempenho dos jogadores em campo.

"Atitude e demonstração de determinação que tivemos no jogo hoje dá o indicativo que iniciamos uma nova caminhada e que a torcida pode esperar novos resultados pela frente".

 

O Azulão entrou em campo ocupando a última colocação do Grupo B da Copa do Nordeste. Com um ponto ganho, a equipe maruja subiu uma posição, mas a situação na competição não é das melhores. Apesar disso, Barbieri afirmou que está cedo para desistir do Nordestão.

"A gente tem mais cinco jogos, são três em casa. Vi que no ano passado teve equipe classificada com 7 pontos, se eu não me engano. Vamos buscar os 15 pontos, mas acho que, se a gente conseguir fazer 10 ou 12, a gente consegue classificar".

 

Ânimos ficaram exaltados na beira do gramado

FOTO: AILTON CRUZ

 

 

Durante o primeiro tempo, Barbieri chegou a discutir com o técnico Marcelo Cabo, do CRB, na beira do gramado. O árbitro Caio Max Augusto, para tentar conter os ânimos, decidiu aplicar o cartão amarelo para os dois. Sobre a confusão, o comandante marujo disse ser apenas 'coisa de jogo'.

"Não foi nada demais, é coisa de jogo. Tenho um grande carinho e admiração pelo Marcelo [Cabo]. Acho que ele fez um grande trabalho no CSA. Precisa ser respeitada essa história dele. Óbvio que, dentro de campo, ele vai defender o dele e eu, o meu".

O CSA não tem muito tempo para se recuperar da sequência de jogos. Isso porque já volta a entrar em campo na próxima quinta-feira (13), pelo Campeonato Alagoano, contra o CSE. Barbieri comentou que a equipe precisa saber virar a chave rápido e já pensar em manter os 100% de aproveitamento na competição.

 

Treinador disse que a equipe já precisa pensar no Alagoano

FOTO: AILTON CRUZ

"Encarar com a maior seriedade possível. A gente tem visto que no Alagoano não vem tendo jogos fáceis para ninguém. Agora é recuperar os jogadores. Com todo respeito à equipe do CSE, mas vamos buscar a vitória".

 

 

A partida contra o clube de Palmeira dos Índios será no Estádio Rei Pelé, às 20 horas.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE