Deputadas cobram concurso para delegados visando combater violência doméstica
01/10/2020 12:17 em POLÍTICA

Representada pela deputada Ângela Garrote (PP), a bancada feminina na Assembleia Legislativa (ALE) cobrou do Governo do Estado, durante sessão nesta quinta-feira (1º), a realização de concurso público para reforçar o quadro de delegados da Polícia Civil (PC). A intenção do grupo é o combate, proteção e esclarecimento dos crimes praticados contra as mulheres em Alagoas. Segundo Garrote, a culpa da violência contra a mulher é do Estado.

A parlamentar disse que procura, diversas vezes, o governador Renan Filho (MDB), o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Tutmés Airan, e o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Lima Júnior, para pedir proteção às mulheres ameaçadas, mas nenhuma ação efetiva tem acontecido.

 

"A resposta que a gente tem é que há poucos delegados em Alagoas e, por isso, não se pode trabalhar com mais efetividade. Quando será que o governador vai resolver fazer um concurso para aumentar a quantidade de delegados de polícia em Alagoas, já que a cara de mulher não é pandeiro para macho bater", critica.

Garrote completou que, enquanto o quadro efetivo de autoridades policiais não estiver completo, mulheres continuarão apanhando e, muitas vezes, morrendo sem ter a proteção do Estado.

A discussão em torno deste assunto se deu durante o discurso do deputado Cabo Bebeto (PSC). Ele citou o caso de uma mulher que foi esfaqueada pelo ex-companheiro no município de Junqueiro, anteontem. João Barbosa dos Santos Júnior, conhecido como 'Joãozinho da Nalva', não aceitava o fim do relacionamento e, de acordo com o parlamentar, vivia ameaçando e agredindo a ex-mulher.

"Quero ver se você é brabo mesmo, Joãozinho. Eu mesmo, ao saber do seu endereço, vou prender você", avisou Bebeto, anunciando que publicará a foto do suspeito nas redes sociais para ajudar a polícia a encontrar o paradeiro dele.

ALIENAÇÃO DE TERRENO PARA RESORT

A Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta quinta-feira, o projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a promover a alienação de um terreno de 114 mil metros quadrados, localizado na Barra de Santo Antônio, onde será construído um resort da bandeira portuguesa Vila Galé.

O empreendimento será na Praia de Carro Quebrado e vai ser implantado por meio da concessão de incentivos governamentais previstos no Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado de Alagoas (Prodesin).

De acordo com a deputada Cibele Moura, esta rede de resorts é considerada uma das maiores com atuação no Nordeste e que deve gerar em torno de 1.300 empregos diretos e indiretos no Litoral Norte. 

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE