PM garante segurança e UPA do Benedito Bentes reabre aos usuários
03/01/2017 12:11 em Ciência e Saúde

Vigilante particular também foi chamado depois de ameaça feita por paciente

Usuários pedem informações sobre funcionamento da UPA

FOTO: EDUARDO ALMEIDA

 

Guarnições da Polícia Militar (PM) reforçarão a segurança na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Benedito Bentes a cada uma hora. A unidade estava fechada aos usuários desde o fim da tarde dessa segunda-feira (02), medida tomada pelos funcionários depois que a equipe plantonista foi ameaçada de morte por um paciente que não conseguiu ser atendido no local. O local reabriu após a garantia do reforço policial.

 

O desconhecido, segundo testemunhas, ficou revoltado e alertou que voltaria mais tarde para atirar em todos. Vários usuários retornaram sem a devida assistência.

O cabeleireiro Antônio Manuel dos Santos, de 45 anos, que mora no conjunto Village Campestre, procurou a UPA do Benedito Bentes pela manhã para ser atendido. Bastante debilitado, ele foi informado de que a unidade estava fechada e que deveria buscar atendimento em outro local. A negativa deixou o paciente sem saber para onde ir. 

 

Cabeleireiro Antônio Manoel buscou atendimento na UPA

FOTO: EDUARDO ALMEIDA

Maria Rosa da Silva explicou que o irmão é diabético e que o problema começou após uma infecção urinária. O atendimento era necessário para amenizar o sofrimento, segundo ela.


A comerciante Rosimeire da Silva Santos, de 44 anos, saiu do conjunto Gama Lins em busca de atendimento para a filha. A adolescente tem 15 anos e sofre com falta de ar. A comerciante disse que não tinha conhecimento que a UPA estava fechada e que considerou a decisão um desrespeito.

 

Diante da insegurança, a equipe médica se reuniu em assembleia para discutir quais medidas podem ser adotadas a partir de agora. São seis profissionais médicos que atuam pelo dia e três à noite. Em seguida, foi informada de que a Polícia Militar faria rondas no entorno periodicamente.

Reforço

O major Wagner Coutinho, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), confirmou que, a pedido do Comando de Policiamento da Capital (CPC), determinou que a cada uma hora uma viatura permaneça na porta da UPA por no máximo dez minutos. Segundo ele, a ordem é por tempo indeterminado (ou até que outra medida seja adotada para garantir a segurança patrimonial da unidade).

 

Por motivos de segurança, funcionários suspenderam atendimento

FOTO: EDUARDO ALMEIDA
O comandante explica que não é possível manter uma guarnição em tempo integral à porta da UPA. Se isto acontecesse, localidades da parte alta de Maceió ficariam desguarnecidas. Ele sugere que a administração da unidade se empenhe em adotar outras providências para resguardar o patrimônio, a exemplo da contratação de vigilância.

 

A assessoria de comunicação da Organização Social que gerencia a UPA informou que foram enviados ofícios para o comando da PM.

Segurança

 

A cada uma hora, viatura fará rondas na UPA do Benedito Bentes

FOTO: EDUARDO ALMEIDA
A diretora técnica da UPA, Sandra Gico, explicou que será enviado um segundo segurança armado para a unidade ainda nesta terça. Também informou que foram disponibilizados os telefones dos policiais plantonistas para que sejam acionados em caso de atitudes suspeitas.

 

Segundo a gestora, foram enviadas duas cartas para as secretarias de Saúde do Estado e do Município, relatando o acontecimento (a ameaça do usuário). "Não é a primeira vez que os profissionais sofrem algum tipo de ameaça. Mas, nós contamos com o um sistema de videomonitoramento que vai auxiliar na identificação dos suspeitos", revela.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE